Monday, March 05, 2007

blogosfera

O Biajoni é um grande figura que conheci virtualmente antes de sentarmos para tomarmos umas e falarmos bobagens em mesas de bar. Eu o conheci através de um link do Catarro Verde; na época eu estava morando em São Bernardo e achei interessante ter gente blogando em Limeira, cidade na qual cresci, mas que os únicos contatos que mantinha era com alguns amigos de infância. O Sérgio Faria citava o Tiro & Queda.

Comecei ler blogs porque a Jan me apresentou. Mas eu costumava implicar com os blogueiros que ela lia. Até que conheci o blog do Jonas Lopes e na mesma época o da Clarah Averbuck. Acompanhava diariamente as aventuras do Randall, que estava preparando o casamento indie. E a partir daí fodeu, nunca mais parei de lê-los.

A relação que o blogueiro tem com os leitores é interessante, este contato mais próximo, mais caloroso... Você acaba conhecendo em partes a vida de quem escreve, mesmo que seja só a parte que eles queiram que você conheça, é uma intimidade bacana.

Resolvi criar o meu blog antes da viagem para Londres. Avisei todos os amigos que não ficaria mandando e-mails, mas sim atualizando o blog. Este é o meu terceiro blog, todos eles foram chamados Nowhere Man. Tive um problema com o primeiro, fui para um nacional, que foi tomado pela globo, e esta resolveu forçar uma assinatura para manter o blog ativo e eu me mudei para este que você lê agora.
Perdi todos os posts do início da minha viagem à Londres porque a globo não perdoa.

Eu nunca recomendei a leitura deste para ninguém. Eu mesmo dizia para Amanda que nunca leria o meu blog, se eu não fosse eu. Mas hoje fico feliz de saber que mesmo sem eu ter muitas respostas dos amigos via comentários, vira e mexe eu recebo e-mail de amigos distantes dizendo que sabem o que anda rolando comigo porque lêem o blog.

Tem uns fatos que valem um parágrafo aqui:
A Paulinha foi uma moça que conheci pessoalmente por obra do acaso em Londres. Ela é uma jornalista baiana que mora em Londres há anos e escreve atualmente na revista Jungle Drums. Lia o blog dela ainda no Brasil, já que é um dos primeiros que você encontra em uma busca sobre Londres. Ela estava com um DJ (que eu tinha conhecido no meu trabalho) na frente do clube onde rolaria o show do DJ Dolores. Fui cumprimentar o brother e vi que aquela moça não me era estranha. Era a moça do blog que eu lia no Brasil! Trocamos abraços, links e pouco depois choveu comentários no meu blog, na época, de gente pedindo dicas sobre Londres. Tudo por conta deste post aqui.

A Jan sempre me deu força para manter isso aqui ativo, e além dos comentários, me jogou três vezes no Copy & Paste. Aqui, aqui e aqui. Ainda acho que ela deveria ter um blog.

Depois que voltei de Londres - deixei de falar da vida agitada daquela capital, dos shows que via, dos discos que comprava, dos lugares maravilhosos que visitava, etc - o número de visitas e comentários diminuiu absurdamente. Não que eu tivesse dezenas de leitores loucos pelos meus posts, mas mais da metade do povo me abandonou. Ninguém parecia se interessar pelos shows da Legião Urbana Cover que rola em Limeira todo ano, ou pelos rangos que eu comia e descrevia por aqui.
Desanimei totalmente, perdi o tesão de blogar.

Eis que conheço o jornalista Paulo Corrêa no corredor da faculdade e ele disse que leu meu blog. Pânico. Mas ele, muito camarada, elogiou. Falamos sobre a blogosfera, ele falou do seu Pauta Livri, eu disse que de Limeira eu conhecia o blog do Biajoni, ele disse que o conhecia e pouco tempo depois me apresentou para o cara que abre este post.

E sem querer rasgar seda, é do Luiz Biajoni que vou falar. Admiro o Bia pelo conhecimento de cultura pop que carrega, pelo blog jóia que ele mantém, pela força que dá aos amigos, pela criação do T&Q, pelo trabalho que tem feito na TV local (quando que você veria um figura na TV falando da Rolling Stone, da revista Piauí, mostrando curtas de cinco minutos, falando de cinema e música boa para uma TV no interior de SP?), mas o que mais curto nele é o fato do cara ser um brother gente boníssima e sem frescuras.

Com o tempo e uma ajudinha dos amigos, voltei a me empolgar com isso aqui, que me faz bem e eu não entendo bem o motivo.
Ainda me assusto quando me vejo linkado em algum outro blog, e como sempre me senti excluído, agora eu curto a idéia de fazer parte de uma cena blogueira.

Só espero, sinceramente, um dia escrever algo que tenha real utilidade para alguém que por aqui passar.
Enquanto isso não acontece, eu agradeço do fundo do meu coração a tua visita.
Agora deixa um comentário para eu saber quem é você, porra! [risos]

Comments:
Que crise é essa? o que vc escreve é mais do que útil, é interessante, alegre, cult, fino, legal...
Ess negócio de blog útil, sei não... lista telefônica, por ex., é útil, mas não interessante... sacou?
Deixa de ser bobo... tá carente?
Bjs
Círia
 
porra eu sou o mark !!!
eu posto no luiz yong
auhahuahuahuahu..

bom post cara abração :}
apareça mais pelo luiz yong
 
para de modéstia rapaz rs

então, cara, a cena argentina atualmente é tão ou mais rica que a brasileira... fiz uma matéria dando uma geral das bandas das quais recebo CDs de lá para a edição impressa da Dynamite... deve sair no fim de março ou na edição de abril... no site PoppyCorn já tem uma série de resenhas desses artistas... e são todos muito bons!!!! recomendo (quem sou eu pra recomendar, mas blz rs)Juana Molina, Flopa, PEZ, Los Natas, Gabo e Pequeña Orquestra Reincidentes... é fácil achar no google, e os sites das gravadoras Azione Artigianale e Oui Oui Records,

a folha publicou uma matéria semana retrasada falando do Los Alamos

abção
 
Mas como assim Fábio? Eu leio isso aqui religiosamente. Assim como meu pai abre o jornal O Globo todo dia.
É por aqui que eu fico sabendo de muita coisa boa rolando pelo Brasil e o mundo a fora. E você faz tudo isso de uma maneira muito prazerosa!

Vida longa ao blog!
 
ei, eu sou eu.
:>)
obrigado pelas palavras, nêgo.
:>*
 
Fuck!
This is me!
Your fucking friend from São Bernardo!!!
Fuck!


hauhauaua
 
Sua forma de escrever é muito legal, Shiraga. Me faz ler até o final um post enorme, pow! rs.
Comprei passagem pro dia 8. E talvez domingo vá aí...
Vamos beber...rs.
 
Então, Fá... Vamos lá:

Questão número 1 - Se vc não sabe quem sou eu até hoje, nada que eu disser sobre mim aqui vai ser a solução, né? :oP Mas, se vc sabe, podia me ajudar a entender, tmabém...rs

Questão número 2 - Eu adoraria ter mais tempo prá LER os blogs (sem fazer essa ´leitura dinâmica´ que eu tenho feito), ter tempo prá COMENTAR nos blogs das pessoas queridas, prá RESPONDER os e-mails ... Escrever em um blog está completamente fora das possibilidades da minha agenda, sweetie. Como comprova o horário em que estou postando este comentário.

Questão número 3 - O rolo compressor da vida anda quaaaaase me alcançando, mas ´não dá nada´ (rs), porque eu tenho um INGRESSO PRO SHOW DO CHICO BUARQUE, e então pelo menos até a noite do dia 04/04 eu vou aguentar o tranco, e bem feliz, inclusive... :o)
...
Beijo, Fá!!!
E vê se desencana, tá?
Segundo a minha terapeuta, essa neura de senso de utilidade aí está bem demodê...rs

:o*

Jan
 
Post a Comment



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?